A hospitalidade que vem da Alma. Chef Fabíola Hayama

Descrição:

OMOTENASHI: A HOSPITALIDADE QUE VEM DA ALMA 

A palavra omotenashi, não tem uma exata tradução para o nosso idioma, poderíamos traduzir grosseiramente como hospitalidade.

Porém omotenashi, ora poderia ser um verbo, ora um adjetivo, o fato é que omotenashi é um conceito, um conceito de educação, passada de geração a geração.

Como sugere o nome trata-se de um conceito japonês, o termo foi criado na era Heian e Muromachi, entre os séculos 8 e 16, um longo período em que o Japão consolidou as bases estéticas de sua cultura, quando se iniciou a prática da cerimônia do chá e, com ela, o ritual de bem receber e servir as visitas.

Na cerimônia do chá, existe um provérbio famoso chamado “Ichigo ichie”  que significa “Um encontro que acontece uma só vez na vida”. Para isto, o anfitrião prepara o chá e todo o ambiente com detalhes que criem uma atmosfera de harmonia, respeito e tranquilidade. É a forma de proporcionar ao seu convidado um momento único em sua vida. Por mais que os encontros aconteçam, as experiências nunca se repetem, todos os momentos são únicos nas nossas vidas. 

Antes de mais nada a prática do omotenashi deve ser livre de qualquer intenção, deve ser natural, antecipando sempre e em qualquer situação a necessidade do outro. Colocando o bem-estar do próximo frente ao seu. Por ser considerado um dos países mais educados do mundo, onde não existem mais metas de excelência em atendimento que não tenham sido alcançadas.

O ocidente se volta ao Japão para compreender o real motivo para tamanho mérito. O omotenashi está presente em todos os serviços do Japão, e por não haver distinção de valor entre o cliente e o anfitrião, a prática é realizada por ambos. O que garante o convívio agradável, sem que haja invasão ou inconvenientes. A filosofia do omotenashi está presente nos detalhes, como o oshibori - uma pequena toalha umedecida, servida em restaurantes ou bares, são aquecidas no inverno e resfriadas no verão.

Assim que você adentra a um estabelecimento elas são oferecidas, para que o cliente limpe as mãos e se conforte com a temperatura quente ou fria. O omotenashi é uma prática implícita, silenciosa, sagaz. Uma comunicação de gestos, olhares e sinais. É simplesmente oferecer um elástico de cabelo a uma cliente que está prestes a sujá- los, mergulhando-os em um prato de sopa, girar o prato ou embalagem para que a logo ou a frente esteja voltada para o cliente, utilizar máscaras cirúrgicas caso esteja resfriado, disponibilizar inscrição em braile em mapas, embalagens e cardápios.

Em se tratando de excelência em atendimento o Japão é referência mundial, trazer os conceitos e signos japoneses para a realidade ocidental é algo de extrema valia. Com absoluta certeza todas as práticas e filosofias da cultura japonesa tem um significado copiosamente pensado e o omotenashi é um deles, e sob ele estão muitos outros.

Lembre-se gentileza gera gentileza, e temos um belo exemplo, do outro lado do oceano, a seguir.

Referências:

https://www.japaoemfoco.com/omotenashi-o-espirito-da-hospitalidade-japonesa/ https://hashitag.com.br/o-que-e-omotenashi/ http://peachnojapao.com/index.php/2017/11/23/omotenashi-nas-empresas-o-quepodemos-aprender-com-os-japoneses

Autoria: Chef Fabíola Hayama

Instagram: @fabiolahayama